Estórias imperdíveis: a privacidade é um mito?

Sinais ambíguos enchem o universo digital (e não só) esta semana. A privacidade é uma preciosidade escondida sob as enganosas camadas de respeito invasor. O perigo está onde menos espera…

fac

Quer seja membro ou não do Facebook, a rede social multimilionária vai passar a seguir todos os seus movimentos e escolhas  digitais.

O objectivo é apurar ainda mais a selecção de anúncios publicitários que chegam até si.

A nova política de recolha de dados é, contudo, complementada com a possibilidade de permanecer fora deste sistema invasor.

“Se eliminares todas as tuas preferências, vais continuar a ver anúncios, mas podem ser menos relevantes”, atiça o novo botão da plataforma, que permite o regresso à publicidade não personalizada.

Andrew Bosworth, vice-presidente do Facebook, considera a nova medida uma forma de assegurar a mais alta qualidade dos anúncios divulgados.

Escapar a esta “melhoria” significa, assim, para utilizadores da rede em questão a mudança das suas “Preferências de publicidade” e, para não utilizadores, a redefinição do browser utilizado, explica a Wired.

Enquanto se mantém distante dos espiões digitais, os supermercados do futuro vão aprendendo mais e mais sobre si.

“O objectivo é usar a tecnologia para ajudar o consumidor a aprender mais sobre aquilo que está a comprar”, revela Carlo Ratti, responsável pelo Future Food District, um supermercado futurista apresentado na Expo Milano.

“Estamos a dar informação sobre os produtos, mas não vice-versa”, confirma o professor.

O supermercado está, no entanto, repleto de sensores que detectam e analisam os movimentos e os tempos de permanência em cada secção dos visitantes, nota Max Opray, no The Guardian.

A mercearia do futuro é, assim, um espaço de troca mútua (embora, subliminar) de dados.

Ao consumidor chega, através dos ecrãs que pendem sobre os alimentos, informação acerca dos tratamentos químicos, transportes e gastos de CO2 envolvidos na produção desses produtos.

Ao proprietário padrões de comportamento alimentar valiosos no planeamento estratégico publicitário.

Este é um mecanismo não tão distante de si como o primeiro.

Na Austrália, a rede de retalho Cole and Woolworths já utiliza o sistema de pontos para seguir as compras dos seus clientes, enviando-lhes, posteriormente, emails com produtos próximos dos já adquiridos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s