[Outras] saudades que não sabíamos que tínhamos

(Oh) Ser omnipresente, proprietário de um avião e capaz de fazer do mundo um punhado de plasticina entusiasmante…

4b682b9021912a55f99e5c6704ee5d3f

“Não sei como consegues passar tanto tempo longe de casa”, comenta a rapariga de abundantes caracóis. Eu sorrio, encolho os ombros e alinho argumentos de improvável compreensão.

“Não foi difícil, pelo menos, no início?”, insiste. Fito-a, deixando-me embalar na memória daquele momento de pânico que me assolou dois passos depois da linha da Segurança do primeiro aeroporto.

“Não continua a ser difícil?”, repete.

Investigo a minha disposição: estou bem; raramente, feliz; assoberbada de trabalho e questões existenciais; entusiasmada com as semanas que se seguirão; encantada com a possibilidade de voltar, por dois dias, ao berço original. Estou bem e já é tão fraco esse eco constante da desconexão.

A 18 de Agosto de 2012, escrevi “As saudades que não sabíamos que tínhamos”.

Escrevi-o por amor a Paris, a esse primeiro lugar onde me senti, pela primeira vez, em pleno funcionamento.

Hoje, entendo-as como reserva inexorável dos corações curiosos.

As saudades silenciosas são o bálsamo diário dos viajantes, dos apaixonados pela aventura e pela descoberta, de todos aqueles que odeiam o balançar suave do conforto.

Essa dor que quase não magoa é, enfim, tão cruel, quando, sob a luz de um passado [pretensamente] idílico agora recuperado, nos vemos a nós: vãos, felizes e, incompreensivelmente, sozinhos – sempre sozinhos, por mais que nos situemos no seio de uma larga família de associações.

“O actual não é o que somos, mas aquilo em que nos estamos a tornar”, sussurra Deleuze.

Cá dentro, vejo-me concretizada, sorridente, exuberante. Ao longe, observo-me fria, pálida e a gritar por um bom par de dias de sono.

A vida, percebo, por fim, resume-se ao eterno double bind dos curiosos. Mas será o equilíbrio propriedade de quem assenta?

Ilustrações: Andrea Wan

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s