Salada de estórias: 14 de Março

A previsão da expansão da extrema-direita na Alemanha, o início da missão ExoMars e a venda do Monumental a uma imobiliária espanhola marcam esta segunda-feira a par de duas outras estórias bem menos convencionais.

quanta-600x338-e1457736269517 (1)

Sigam o oxigénio

Em 2018, o lançamento do telescópio espacial James Webb abrirá um universo incomensurável de oportunidades para aqueles que procuram vida em planetas semelhantes à Terra.

Os astrónomos poderão, nessa ocasião, analisar corpos a anos de luz de distância e examinar as suas atmosferas.

O reconhecimento das bio-assinaturas, possível através do teste do seus gases, será, então, a principal tarefa na demanda pela busca por vida alienígena.

O oxigénio é a chave desse processo.

A análise do anel de luz em torno de cada planeta procurará, por isso, vapores que só poderiam ter sido produzidos por seres vivos.

Embora conscientes dos falsos-positivos que a investigação através dos vestígios de oxigénio pode provocar, os cientistas continuam empenhados neste método, confirma a Wired.

hyperloop (1)

O primo genial do metro

O Hyperloop promete revolucionar a indústria dos transportes.

Uma rede de tubos pneumáticos cobrirá as cidades, transportando passageiros em cápsulas tão velozes que podem mesmo atingir as 700 milhas por hora.

Uma viagem que hoje demora cinco horas, por exemplo a ligação Los Angeles-São Francisco – transformar-se-á num passeio de 36 minutos.

Até 2018, o primeiro modelo teste será erguido na Califórnia e uma rede em tamanho real será experimentada na conexão de Budapeste a Viena, passando pelo Bratislava.

Dirk Ahlorn, presidente de uma das duas empresas responsáveis por este projecto, confessa à Fast Company que as viagens não serão somente mais rápidas, serão, mesmo, mais baratas.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Salada de estórias: 14 de Março

  1. Ui, gostei muito da estória do Hyperloop. Isto quer dizer que vou poder deixar de andar de avião, hehe. O meu pânico vai acabar!! 😀 😀 E parecem-me bem mais ecológicos que o aivão!

    Ps: Conexão da Hungria a Budapeste? Está qualquer estranha no texto!

    Beijinhos!

    Liked by 1 person

    1. Não sei que género de combustível vai alimentar este sistema, mas suponho que, realmente, seja uma energia mais limpa.

      Na Europa, deverá ser uma forma excelente de transporte entre cidades. Adeus, terríveis aeroportos ahaha

      PS: Sim, por momentos, ri-me com a minha esquizofrenia geográfica. A pressa faz dessas coisas, nem vemos que estamos a escrever.

      Beijinho 🙂

      Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s