Salada de estórias: 18 de Janeiro

O protesto do Irão contra as novas sanções americanas ao seu programa balístico, a estabilização do preço do petróleo e a luta pelos direitos de impressão do diário de Anne Frank luta pelos direitos de autor do diário de Anne Frank marcam esta segunda-feira a par de três outras estórias bem menos convencionais.

D

Células que salvam vidas

Depois de receberam um tratamento, frequentemente, utilizado no combate ao cancro, 20 pacientes ingleses com esclerose múltipla começaram a recuperar alguns dos tecidos que haviam sido danificados pela patologia.

O processo discorre em duas etapas, confirma a BBC.

Primeiro, a quimioterapia destrói as falhas do sistema imunitário que haviam, erradamente, estimulado a corrosão das fibras nervosas do cérebro e da medula espinhal.

Num segundo momento, células tronco colhidas a partir do sangue dos pacientes são transplantadas de modo a reconstruir as áreas que a fase anterior fragilizara.

Os resultados têm sido animadores, garantem os especialistas de Sheffield. Alguns dos participantes que sofriam de paralisia recuperaram, mesmo, a capacidade de andar.

C

Balões de propaganda

Numa das fronteiras mais vigiadas do mundo, ouvem-se os sucessos do K-Pop e os múltiplos programas de televisão que criticam a vida em Pyongyang, capital da Coreia do Norte.

A anti-propaganda promovida pela Coreia do Sul é ensurdecedora.

Do outro lado, as forças militares de Kim Jon-Un retomam as emissões de apoio ao regime, lançando, ainda, sobre o território adjacente panfletos propagandistas.

Desde o alegado teste da Bomba-H, já foram mais de um milhão de cartazes deixados a sul por balões.

Os dirigentes da Coreia do Sul acreditam que esta acção de Jon-Un pouco efeito terá junto das populações, avança o The Guardian.

Mais, defendem que os programas e canções que insistem em reproduzir na fronteira acabarão por desmoralizar os apoiantes do regime do norte.

B

Escravos felizes condenam recepção de livro infantil

Criticado pelas imagens de escravos sorridentes, o livro infantil A birthday cake for George Washington [Um bolo de aniversário para George Washington, em português] deixa esta segunda-feira os expositores das livrarias.

“A obra pode dar uma impressão errada da vida dos servos”, explicam os editores à BBC.

Lançado a 5 de Janeiro, o livro tinha vindo a despertar críticas ferozes à realidade social por ele representada.

Mais: The stunning nature (and industry) of Poland from above por Alyssa Coppelman, na Wired.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s