Estórias imperdíveis: o que quer a Coreia do Norte?

Esta semana, pela quarta vez, nos últimos dez anos, a Coreia do Norte testou uma arma nuclear. A assombrosa – e, por enquanto, alegada – Bomba-H encheu as capas de todo o mundo, mas que mensagem carrega ela?

north-korea-nuclear-hydrogen-bomb-test

Quarta-feira amanheceu com a notícia de que a Coreia do Norte terá testado uma Bomba de Hidrogénio, um género bélico mais poderoso do que as tradicionais armas atómicas.

Denominada pelo governo de Kim Jong-Un como a “Bomba-H da justiça”, várias são as sugestões explicativas que, entretanto, se têm multiplicado em seu torno.

A coesão interna de uma nação destruída pela fome e pela pobreza generalizada é uma das possíveis justificações para esta operação de armamento.

Jong-Un quer e precisa de projectar uma imagem de liderança poderosa. O ditador está preocupado com o seu legado“, avança a CNN.

Com mais de 24 milhões de habitantes, segundo o último censo, a Coreia do Norte, sofre de graves carências alimentares.

A esperança de conseguir ajuda externa em troca do desmantelamento militar é, confirma o The New York Times, outra potencial explicação para o teste realizado esta semana.

A estratégia não seria, de facto, inédita neste território.

Kim Jong Un

Ao mundo, a Coreia do Norte disse que pretende, somente, assegurar a sua defesa e proteger a soberania, garantindo a sua segurança e paz.

A posição de Jong-Un não tem sido, contudo, tomado de modo tão modesto ou reservado.

Em entrevista à NPR, Victor Cha, conselheiro no Centro norte-americano para os Estudos Estratégicos e Internacionais, prevê que as movimentações actuais surjam enquanto preparação para o sétimo encontro do Partido Comunista norte-coreano, a decorrer na Primavera.

A afirmação do poder do ditador pode, efectivamente, ultrapassar, segundo os analistas, as pretensões domésticas.

O reconhecimento da Coreia do Norte enquanto nação nuclear, à semelhança do Paquistão, pode justificar o exercício em causa.

Em qualquer um dos cenários, a mensagem parece fundar-se na indestrutibilidade e saúde de um dos regimes mais severos do mundo.

Mais: Cover Story: Kim Jong-Un’s big announcement por Françoise Mouly e Mina Kaneko, na The New Yorker
Timeline: How North Korea went nuclear por James Griffiths, na CNN
Politicians use North Korea H-Bomb fears to pitch wasteful missile defense projects por Lee Fang, no The Intercept
Yes, North Korea probably tested an H-Bomb, just not the kind you’re thinking of por Ryan Faith, na News Vice.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s