Estórias imperdíveis: animais extraordinários

Dos ares contaminados de África aos mares populados pelo sentimentais peixes-zebra, esta semana são os animais, nas suas mais variadas evoluções e características, os protagonistas dos destaques que andam ao lado do convencional.

Networks Senegal - Antimalaria campaign 2012

Todos anos, mais de 580.000 pessoas morrem de malária em todo o mundo, um flagelo que a equipa de Anthony James está a tentar erradicar.

Os investigadores norte-americanos apresentam, esta semana, reporta a BBC, uma nova espécie de mosquito capaz de resistir ao vírus mortífero.

Os insectos geneticamente modificados pelo laboratório dos Estados Unidos da América não são capazes de transmitir a doença em questão através da picada, já que o seu novo ADN faz deles ambientes hostis para o parasita da malária.

Mais de três biliões de pessoas estão, actualmente, expostas a este problema.

Embora possa ser evitado pelo uso de repelente e redes de protecção, este é, ainda, um grave dilema de saúde pública, particularmente, em alguns dos países africanos.

A espécie alterada pela equipa de James pode ser uma arma poderosa no árduo combate a esta doença infecciosa.

De uma pesquisa a outra, da alteração da natureza ao respeito pela sua sensibilidade, o estudo do Instituto de Aquacultura, no Reino Unido, revela que, afinal, os peixes podem ter sentimentos.

Zebrafish1-small

O grupo de peixes-zebra testado confirmou a tese de que estes animais sofrem de uma febre emocional coincidente com o aumento das suas temperaturas corporais.

Reconhecidos como capazes de hierarquizar, usar ferramentas e navegar os mares, os peixes são agora descritos como seres sentimentais.

“A investigação remove o argumento de que estes animais não têm consciência”, avança a Quartz.

Durante o estudo, o grupo submetido a stress pela diminuição do espaço disponível preferiu, no estágio final de libertação, águas mais quentes.

A alteração das preferências de temperatura dos peixes e a febre que experimentaram nesta última fase parece fazer inferir a emotividade destas criaturas.

Más notícias para os pescetarianos!

Mais: Images from 2016 Sony World Photography Award na The Atlantic.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s