Salada de estórias: 02 de Novembro

A morte do realizador José Fonseca e Costa, a vitória do Partido de Erdogan, nas eleições legislativas turcas e a ameaça do acordo estabelecido entre o PSD e o CDS marcam esta segunda-feira a par de três outras estórias bem menos convencionais. 

151023_Sketch_computerclass_590.gif.CROP.original-original

Extinção dos manuais escolares anunciada

Nas aulas de Álgebra de Westchester Community College, em Nova Iorque, o professores não pregam a matéria.

Em vez disso, os ecrãs brilhantes dos computadores equipados com o software de e-elearning, o ALEK, atraem as atenções dos alunos que, por uma vez inédita, conseguem aprender ao seu próprio ritmo.

O programa não pretende substituir os professores, mas adequar a sua acção às reais necessidades dos universitários.

O estudo começa com uma série de questões diagnósticas que, em conjunto com a mediação do tempo despendido em cada problema, ajusta o algoritmo do software à personalidade do estudante.

O ALEK é um programa, artificialmente, inteligente que não só guia o aluno no seu percurso pelos diversos conceitos e capítulos como, também, alerta o professor para as maiores dificuldades da turma.

Na Universidade de Westchester, por exemplo, os alunos com pior desempenho recebem um acompanhamento especial do professor residente.

Aí, o Alek funciona como uma triagem estudantil, confirma a The Slate.

Couple holding hands

A idade ideal para dar o nó

Casar entre os 28 e 32 anos pode ser a chave secreta para evitar o divórcio.

A tese é de Nicholas Wolfinger, investigador da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, que descobriu neste intervalo de idades a menor probabilidade de divórcio.

“As possibilidades diminuem à medida que se abandonam os primeiros anos da segunda década de vida e voltam a ascender no final dos 30 e 40”, explica Wolfinger ao The Independent.

Segundo Andrew G Marshall, terapeuta matrimonial britânico, o casamento é um compromisso público que inibe a separação, isto é, é um ato que, na iminência do final do relacionamento, exige uma maior reflexão.

O seu sucesso não deve ser, contudo, determinado por generalizações, mas por uma análise séria das disposições dos envolvidos, defende o profissional.

chapala-modis-oct31

Ciclone Chapalana ganha força

Nas últimas horas, o Ciclone Chapala conquistou a categoria 4 na escala de Saffir-Simpson, instrumento que mede a intensidade dos furacões de 1 a 5.

A tempestade deverá atingir o Iémene e o Omã, tornando-se no primeiro fenómeno meteorológico com tais características a ameaçar esta primeira nação.

Embora enfraquecido pelos os ventos secos do Península Arábica, o ciclone será responsável por inundações catastróficas numa das áreas mais áridas do planeta.

Em dois dias, choverá o equivalente a vários anos, avança o The Slate.

O Chapala é, em parte, fruto do aquecimento sem precedentes registado no Mar Arábico em resultado das alterações climáticas.

Mais:
Who needs this? A caffeine-free coffee shop just opened in New York City por Jennifer Chang, na Quartz. 
Interrupted sleep worse then not getting enough sleep, study claims por Oliver Blair, no The Independent.
Russia and the curse of Geography por Tim Marshall, na The Atlantic.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s