Salada de estórias: 31 de Agosto

A morte do realizador Wes Craven, o desaparecimento dos refugiados resgatados sábado de um camião e o atentado islâmico ao Templo de Bel em Palmira marcam esta segunda-feira a par de três outras estórias bem menos convencionais.

tumblr_mocr88Y20V1r3r797o1_1280

Um eterno e magro gelado

Uma equipa de investigadores das Universidades de Edimburgo e Dundee, na Escócia, descobriram o segredo para a imortalidade de qualquer gelado, ou melhor, apuraram como evitar que derreta tão depressa.

A proteína BsIA é agora tomada como principal responsável pela agregação do ar à gordura e à água da sobremesa, podendo a sua acção ser catalisada.

“Este é um elemento natural já usado na indústria alimentícia. É hoje utilizado para a fermentação de alguns produtos, por isso é bastante comum, isto é, não é uma adição à Frankstein”, declarou Cait McPhee, uma das professoras que integram a equipa, à BBC.

A descoberta traz, ainda, boas perspectivas no campo da saúde, já que a proteína em questão pode auxiliar na redução do açúcar, da gordura saturada e, consequentemente, do valor energético.

A mousse de chocolate e a maionese serão os próximos pratos a receber a acção milagrosa da BsIA.


26-electromagnetic-sensitivity.w1200.h630

Tribunal francês reconhece hipersensibilidade electromagnética

Um tribunal em Toulouse, a quarta maior cidade da França, concedeu a uma mulher o estatuto de deficiência, na sequência de uma luta legal acerca da sua “alergia” à radiação electromagnética.

Recorde que, apenas, a Suécia reconhece, clinicamente, a patologia que se expressa através de fortes dores de cabeça, náuseas, cansado e dormência.

Embora não esteja ainda, cientificamente, comprovada, a electro-sensibilidade é um problema, geograficamente, alargado que começa a despertar a atenção mesmo dos mais distraídos, escreve Michael Rundle na Wired.

[Relembre: A cidade que baniu o Wi-Fi e a “lepra tecnológica”.]


sao_luis__maranhao__brasil

Uma cidade liderada por WhatsApp

Com pouco mais de 20 anos, Lidiane Leite viu o seu namorado, Beto Rocha, ser acusado de corrupção e impedido de se candidatar à prefeitura de Bom Jardim, Maranhão, um dos estados mais pobres do Brasil.

Rocha, torna-se-ia, contudo, o conselheiro principal da prefeita eleita, nesse ano. Leite assumir-se-ia como líder [remota] da cidade que impugnara a candidatura do seu companheiro.

Desde 2012 que a política, agora acusada de corrupção e desvio de fundos, tem vindo a orientar os destinos de Bom Jardim através da aplicação WhatsApp.

Com o seu gabinete, contactava, unicamente, através deste serviço para telemóvel, confirma a BBC.

À negligência económico-social, ao histórico de Lidiane Leite adiciona-se agora, de acordo com a Operação Éden levada a cabo pela Polícia Federal, a alegada utilização indevida de verbas, que deveriam ter sido canalizadas para o sistema educativo.

Em Bom Jardim, a cidade comandada por WhatsApp de acordo com os conselhos de um corrupto, os professores não estão a ser pagos, a prefeita está foragida e a pobreza aumenta.

Mais: No regrets, no remorse: Isis mastermind who sent out 15 suicide bombers por Martin Chulov, no The Guardian.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s