Salada de estórias: 13 de Julho

O acordo helénico-europeu, o falecimento de Satoru Iwata, presidente da Nintendo, a vitória de Novak Djokovic (já aqui apresentado) na final do campeonato de Wimbledon e a morte de 35 pessoas na sequência de vários atentados terroristas em Baghdad marcam esta segunda-feira a par de duas outras estórias bem mais curiosas.

city-farm-1cd59453.jpg.885x491_q90_box-0,120,3000,1785_crop_detail

Na cidade de St Louis, no Missouri, multiplicam-se os jardins comunitários que alimentam refugiados e facilitam  a sua integração.

Desde 2008, ano em que um conjunto de famílias vindas de Burundi, país africano a leste da Tanzânia, iniciou o cultivo de um pequeno terreno junto ao seu alojamento, o programa promovido pelo Instituto Internacional de St Louis tem crescido exponencialmente.

“Nós fornecemos a oportunidade dos imigrantes cultivarem vegetais que não podem ser encontrados nesta parte do mundo”, enfatiza Blake Hamilton, uma das directoras do Instituto.

A beringela amarga, comum na cozinha africana, asiática e brasileira, é agora bastante popular, também, nesta cidade americana.

Usada em sopas, a beringela é não só um dos alimentos favoritos dos refugiados vindos de Burundi, de Myanmar e do Nepal, mas é também um dos mais vendidos aos habitantes locais. Por quilo, a beringela amarga chega a custar 3 dólares.

O projecto integra, actualmente, cerca de 31 imigrantes que se dedicam ao cultivo para consumo próprio e para venda.

Estas quintas urbanas têm uma “presença estabilizadora nos bairros devastados por décadas de declínio da indústria manufactureira”, confirma Ted Hesson, na The Atlantic.

Nos últimos sete anos, o número de campos cultivados mais do que duplicou. Alguns deles começam mesmo a gerar lucro. O instituto procura, agora, expandir a área de terreno plantado.

Nesse mesmo país, a crise atirou os jovens para a casa dos pais, forçando-os numa espiral de infantilização. “Sem empregos, [esses jovens] sofrem uma recessão psicológica em detrimento da normal maturação”, sublinha Susan Jacoby, autora de The age of american unreason.

A moda dos livros para colorir para adultos parece que veio, portanto, para ficar. Desde 2013, o famoso Jardim Secreto de Johanna Basford já vendeu mais de dois milhões de exemplares. Num mês, 4 mil cópias do Refúgio Criativo da Dover Publishing’s voaram das prateleiras.

Mas o mercado Peter Pan não se fica por aí: os campos de verão e aulas de jardim de infância para adultos são cada vez mais populares entre os consumidores norte-americanos.

33.onken_130902_CampNoCounselors_417

Em 2012, Fidget Wigglesworth e Brooke Dean fundaram o Camp Grounded [Campo de Castigo], que prometia uma desintoxicação digital.

Em 2013, Adam Tichauer criou o Camp No Counselors [Campo sem instrutores] em Nova Iorque. Desde então, o negócio já marca presença em Chicago, Los Angeles e Nashville, avança Adrienne Raphel, na The New Yorker.

Segundo Jacoby, os adultos que escolhem frequentar estes campos de verão ou as aulas de jardim de infância oferecidas no Brooklyn – que incluem sestas, actividades criativas e fotografias escolares – estão a regressar a padrões de conforto que evitam o confronto com a realidade.

adult-preschool-1-800

O sucesso dos livros para colorir – que embora sejam publicitados enquanto mecanismos fabulosos de relaxamento, não são mais do que o reforço dessa recessão psicológica, de acordo com a autora – está ainda longe do seu declínio.

Mesmo com a economia norte-americana a mostrar sinais de reabilitação, as vendas continuam a aumentar, remata Raphel.

Em Outubro deste ano, a Guerra dos Tronos estará pronta para ser pintada, num livro cuja produção está a ser, actualmente, supervisionada pelo próprio George R. R. Martin.

Vale a pena espreitar: Na Holanda, “somos todos saudáveis até prova em contrário”  por Romana Borja-Santos, no Público

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s