Salada de estórias: 15 de Junho

As inundações em Tbilisi (capital da Geórgia) e o consequente passeio dos animais do Zoo pela cidade, a continuação do impasse grego-europeu e o início dos exames nacionais marcam esta segunda-feira a par de três outras estórias bem mais peculiares…

shutterstock_275054123-630x430

“Netflix” chinês ameaça expansão do serviço americano

Os planos de expansão do Netflix para a China podem estar sob ameaça com a decisão do grupo Alibaba’s Pictures de criar um serviço similar com a vantagem de estar enraizado na cultura chinesa.

O novo serviço, que estará disponível dentro de 2 meses e do qual ainda se desconhece o valor da mensalidade, chamar-se-á Tmall Box Office (TBO). “Queremos criar uma nova experiência de entretenimento familiar”, sublinha Liu Chunning, presidente da empresa. “O nosso objectivo é ser o Netflix da China”, acrescenta, numa altura em que o próprio serviço americano planeava entrar no mercado chinês.

O TBO oferecerá a cerca de 600 milhões de famílias não só programas importados, mas também conteúdos exclusivamente criados pelo e para o serviço, seguindo o modelo já implementado pela empresa americana.


A chuva que trará dinheiro (ou a seca que levará à crise)

“Este ano, espera-se uma estação de monções fraca, o preço mínimo garantido tem subido e o dinheiro nos bolsos é pouco. Este será, definitivamente, um ano complicado”, afirma Abdul Majeed, sócio da PwC, uma empresa de consultoria na Índia.

A estação das chuvas determinará a evolução do mercado automóvel, que, neste momento, começa já a mostrar sinais de declínio. Em Abril, o mercado tinha registado a maior vaga de crescimento em 30 meses (18.14%), mas Maio revelou sintomas de crise com um crescimento de apenas 7%, em relação ao mesmo período do ano anterior, e 0.3% relativamente ao mês precedente. As vendas de motociclos sofreram, também, um decréscimo de 3%, que consolida a tendência que já se vinha sentindo nos últimos meses.

Por agora, espera-se que as monções tragam mais vendas e ânimo comercial, embora o Departamento de Meteorologia do país já tenha anunciado a possibilidade de seca (espera-se um volume pluvial inferior ao usual, confirma a Quartz) e, consequentemente, do agravamento da situação dos mercados


Londres: capital mundial da tecnologia

Em 2014, cerca de 800 milhões de dólares foram investidos em empresas startup inglesas por fundações americanas, anuncia o gabinete de Boris Johnson, mayor de Londres. Este ano, o objectivo é ultrapassar os valores anteriores e transformar a cidade na capital mundial da tecnologia, pelo menos durante a 3ª edição da Semana da Tecnologia em Londres, que começa já hoje.

Mais de 40.000 participantes de mais de 40 países, cerca de 200 eventos e o que se espera ser um encontro fértil entre investidores e empreendedores marcarão o programa dos próximos dias.

Paralelamente, será lançada uma nova plataforma – a Tech.London – que facilitará a relação entre empresas, promoverá o investimento e disponibilizará ofertas de emprego. Por outro lado, a Google Inc. reforça o seu programa de apoio a novas mães com a primeira escola do mundo baby-friendly.

O encontro terminará sexta-feira, dia 19 de Junho, com a conferência Coding and caffeine: the global search for technical talent, enfatizando a vontade de unir a comunidade mundial e atenuar o fosso Londres-Silicon Valey.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s